Como a sua igreja pode usar o Facebook de maneira efetiva

O Facebook com certeza é a rede social mais usada no mundo, de acordo com o próprio Facebook, 92 milhões de pessoas acessam a plataforma no Brasil, desse total 50 milhões acessam pelo celular. Por isso é comum que empresas e organizações sem fins lucrativos procurem estar presentes de maneira relevante na rede criada pelo Mark Zuckerberg.

Eu tenho certeza que a sua igreja já possui uma página de fãs no Facebook, e que  provavelmente os responsáveis pela gestão estão quebrando a cabeça pra fazer o engajamento da página aumentar e ver a participação do público nos posts por intermédio de curtidas, comentários e compartilhamentos. A maioria das páginas de igrejas sofrem com esse problema e não percebem a razão de  não possuírem uma presença online significativa. Existem milhares de fatores que podem estar causando essa situação, mas vou citar aqui os mais comuns.

1 – O Edge Rank

O Edge Rank é o algorítimo do Facebook que determina o alcance das publicações da sua página. Quando você atualiza o status da página com uma foto, texto ou link, não é todo mundo que curtiu a página que vai ver essa publicação. Isso acontece porque o Facebook filtra o conteúdo para mostrar somente o que é interessante para seus usuários, assim ele obriga os produtores de conteúdo a publicarem posts cada vez mais interessantes, porque quanto mais curtidas e comentários a publicação tiver, mas gente ela vai alcançar. Então a primeira dica é essa, se esforce para produzir um conteúdo original e interessante para sua página, não foque só em calendários de eventos, use uma linguagem mais humanizada e imagens que chamem a atenção da audiência.

2 – Inconsistência

É comum a gente ver por aí páginas de igreja que são atualizadas 2 ou 3 vezes no mês apenas, isso faz com que a pontuação do Edge Rank esteja sempre baixa e os posts acabem não alcançando quase ninguém, além de passar uma imagem de abandono. Seja constante, tem muita coisa acontecendo na igreja e na comunidade que precisam ser mostradas e geram conteúdos excelentes. Por exemplo: Faça posts convidando as pessoas a deixarem seus pedidos de oração nos comentários, ou compartilharem com os seus amigos que adorariam saber que no bairro tem uma igreja que ora. Mostre gratidão aos trabalhadores fazendo posts de reconhecimento pelos serviços prestados ou poste vídeos com os melhores momentos das celebrações. Igreja é vida e isso precisa ser mostrado também nas redes sociais.

3 – Foco somente na agenda

Comunicação de igreja é muito chato! Todos os impressos, vídeos, redes sociais e site são focados na bendita agenda com a programação mensal  ou os aniversariantes do mês. Podemos fazer melhor que isso. Óbvio que divulgar os eventos é algo de crucial importância, mas a comunicação não deve ser voltada apenas pra isso, muito mais que compromissos a igreja é feita de pessoas. Conte uma história para o seu público,  mostre como vidas estão sendo transformadas e como a presença de Jesus está transformando o bairro por meio das ações sociais feitas pela instituição. A palavra chave da rede social é relacionamento.

O Facebook é uma ferramenta muito poderosa que pode ser usada para transmitir o evangelho de Jesus, basta ser usada da maneira correta. Exercite a sua criatividade e não tenha medo de errar, vai testando o que funciona melhor para o seu público até você pegar o tom certo que agrada os curtidores da página.

Achou este post útil? Deixe nos comentários suas dúvidas, sugestões ou críticas. Vamos aprender juntos e melhorar a comunicação do Reino. Compartilhe com seus amigos e acompanhe a página do blog nas redes sociais.

Publicitário, fundador do Marketing Para Igrejas, membro da Primeira Igreja Batista em Unamar e casado com a linda Bianca Andrade. Gosta de livros, música, cinema e tecnologia.

Thiago de Andrade Autor

Publicitário, fundador do Marketing Para Igrejas, membro da Primeira Igreja Batista em Unamar e casado com a linda Bianca Andrade. Gosta de livros, música, cinema e tecnologia.

Comentários

    Luiz Paulo

    (23 de novembro de 2016 - 02:48)

    Um excelente post, com informações importantíssimas que muitas vezes passam despercebidas.
    Parabéns Thiago…
    Deus te abençoe querido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *